segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

5 anos

Estive a fazer contas e há sensivelmente 5 anos que não me via ao espelho. Quer dizer eu via, mas era só do pescoço para cima e o que via já era suficientemente mau. 
Foram 5 anos a não gostar de algo que nem eu conhecia, quando me via ao espelho sentia nojo e tristeza, por ter chegado àquele ponto. 
Lembro-me de quando me vi novamente nua, foi no verão passado e eu própria fiquei chocada. O meu corpo tinha mudado radicalmente, tinha barriga lisa e a anca já não saía para fora como eu me lembrava. 
Ver-me novamente ao espelho ajudou-me a perceber que realmente o meu corpo tinha mudado e que eu estava de facto mais magra. Se me vi magra? Não, mas isso ainda hoje, passado um ano, não vejo.
Hoje já me vejo ao espelho sem grandes problemas, claro que há dias em que olho e entro em pânico porque penso que engordei, mas depois a minha mãe mostra-me que isto são tudo filmes e que está tudo na mesma. (A minha mãe tem uma paciência de santa)
A minha luta contra o espelho tem sido ver-me, com olhos de ver, e tentar lembrar-me do que antes estava a mais e aí percebo que embora não tenha o corpo perfeito, nem de sonho, já está melhor do que era e isso é coisa para me deixar radiante.
Não tenham medo, no fundo se pensarmos positivo, o espelho pode ser nosso amigo e até um aliado na luta contra os quilos a mais. 


Sem comentários:

Enviar um comentário